Notícias de Última Hora

Leci Brandão aprova lei que inclui o Encontro Paulista de Hip Hop no calendário turístico do estado de São Paulo.



Antes de ser Deputada Estadual por São Paulo, Leci Brandão é uma grande sambista que sempre teve uma boa aceitação por nós do rap. Não só por seus lindos sambas, mas pelo seu ativismo racial e social. E claro por sua proximidade com diversos mc's. Quem nunca cantou "Sou Negrão" do Rappin Hood com sua madrinha? 



Mas em fim, vamos ao fato super importante. 

Já faz alguns anos que a Leci Brandão vem se aproximando e ouvindo diversas lideranças periféricas do Hip Hop para saber em que ela poderia ajudar esta cultura de protesto. 
Durante um bate papo em 2010 na Livraria Suburbano Convicto do Alessandro Buzo, Leci disse: “Hoje em dia, quem faz música de protesto em São Paulo é o pessoal do hip hop”, explicou Leci, que comparou seu protesto como artista à música produzida pelo rap nas últimas duas décadas. 

No mesmo bate papo, Leci disse que enquanto estivesse eleita, ia voltar a todos os lugares por onde passou durante a campanha. A deputada disse: "Quero buscar propostas, inclusive de vocês do Hip Hop” 

Em 2014, Leci Brandão divulgou em seu site oficial que avaliava a criação de um projeto para institucionalizar o Hip Hop. 

Leci se reuniu com ativistas e militantes do Hip Hop de São Paulo contrários ao projeto de lei 6756, que institucionalizaria o Hip Hop. Durante a conversa, surgiram várias propostas, entre elas o "reconhecimento do Hip Hop como patrimônio cultural brasileiro." 
Mas não foi unanime, pois o movimento acha perigoso uma institucionalização. Pois as regras que foram impostas vêm das classes dominantes. 

Mas a Leci é foda! ela tarda, mas não falha! 



Em 17 de abril de 2019, a deputada reeleita em 2018 com 64.487 votos, conseguiu aprovar o projeto de lei nº 104 (estava em tramitação desde 22/03/2018), que agora é a Lei nº 17.309. Esta lei inclui o Encontro Paulista de Hip Hop no Calendário Turístico do estado de São Paulo. 

O Encontro Paulista de Hip Hop acontece sempre na última semana de novembro (Mês da Consciência Negra) no Memorial da América Latina. 

Justificativa do Projeto: 

“O Hip-Hop surge como forma de fortalecer a autoestima dos jovens negros, reivindicando seu espaço de direito na sociedade e apresentando alternativas para substituição da violência pela arte, solidificando uma cultura como instrumento pacífico de transformação social. Realizado anualmente no Memorial da América Latina, o Encontro já está inserido no contexto cultural do estado, recebendo pessoas de diversos estados e países, no mês em que se reflete sobre a Consciência Negra (dia 20 de novembro), além de ser também mundialmente reconhecido como o mês da História da Cultura Hip-Hop, tendo seu dia instituído pela Lei Estadual 14.384/2011 (dia 21 de novembro), justificando-se, assim, a inserção do Encontro Paulista de Hip-Hop no calendário oficial de eventos do Estado de São Paulo”. 


É uma conquista bem significativa pra cultura hip hop em São Paulo, agora cabe a nós fiscalizarmos e valorizarmos este evento.

Neste link você pode conferir a lei publicada no Diário Oficial

TEXTO
Anderson Hebreu

Nenhum comentário