Notícias de Última Hora

Finalizando 2019 com muito conhecimento e aventura em Santa Brígida!


Mais um ano se passou e muitas coisas foram agregadas em minha vida, uma delas foi o conhecimento de um povo lindo da cidade de Santa Brígida - BA , uma cidade maravilhosa que fica pertinho de minha Paulo Afonso - BA, que tive a honra de aprender muito e, conhecer diversas pessoas e cultura.

A primeira pessoa que conheci nesse lindo 2019 foi uma senhorita muito simpática, que vem com vossa graça de Maria Maiara, uma garota de 19 anos que estuda na UNEB, e com muito amor faz  Arqueologia, a mesma é amante da cultura Santabrigidense, e posso afirmar que no futuro todos nós que fazemos a SELIGANAMUSICA queremos ver ela tomando de conta do Museu da cidade como na linha de frente da propagação  histórica dessa Região que tem como seus protagonistas Madrinha Dodô e  Pedro Batista.


A mesma me apresentou sua família,  posso dizer que fui muito abençoado por Deus em conhecer o seu pai Sr° Vicente, que tem seus 58 anos e muita história para contar pra todos nós, como a da Casa de Farinha.

Casa de Farinha
O  Senhor Vicente trabalhava na casa de farinha e se virava com o trabalho árduo das roças, para ajudar em sua casa. Ele que é filho da terra,  viu e ajudou a sua cidade que era só mato e roça, município de Jeremoabo a se tornar a beleza que é hoje. 

Também cresceu observando de perto a luta de Madrinha Dodô  para transformar um pequeno povoado em uma cidade cheia de cultura com o nome  Santa Brígida.

POR QUE SANTA BRÍGIDA?
______________________________________________________________________________
"Segundo a Prefeitura de Santa Brígida, a história da cidade começa como tantas outras: "era uma vez" um fidalgo português, seu nome Antonio Manoel de Souza, proprietário de uma área de terra que tinha quatro léguas e naquela época fazia parte do município de Itapicuru.
Antônio Manoel de Souza, casado com uma brasileira chamada Brígida, filha do senhor Joaquim José do Bonfim, também brasileiro. A senhora Brígida desejando conhecer Portugal pediu a seu esposo para ir passear na Europa, o que foi atendida, mas, veio a falecer durante a viagem. Chegando de volta ao Brasil, o senhor Antônio Manoel de Souza, ainda inconformado com o lamentável acontecimento, procurou seu sogro e lhe fez a seguinte proposta, doar todas as terras que possuía no Brasil inclusive as terras de Santa Brígida que chamava-se "Itapicuru de Cima", mas no ato da transferência da escritura, o senhor Manoel de Souza, prestando uma homenagem a sua falecida esposa, deu o nome ao terreno da nova escritura de Santa Brígida, isto ocorreu em 16 de julho de 1817."
_________________________________________________________________________________
Peça da Casa de Farinha, Moedor de Mandioca
A casa de farinha  que ficava localizada no povoado Bandeira,  era do Sr° Antônio de Bino, o mesmo ajudou no crescimento da cidade, assim como também na vida de muitas famílias que dela necessitava para ter seu pão de cada dia, com o trocado que ali  ganhavam  com muito esforço e suor.

Ainda hoje no terreno da família podemos encontrar algumas peças da mesma como: prensa, moedor, forno, e a própria casa.



A CASA DO PAI DO SENHOR VICENTE!
No dia 31 de Dezembro, a nossa aventura foi no povoado Angico, e pude ver de perto uma grande estrutura de uma casa de barro,  a mesma era do pai do Sr° Vicente. Nesta aventura conferi de perto uma arquitetura urbana que jamais tinha visto em minha vida,  não era apenas uma casa de barro, mas podemos considerar, a casa de barro! E até hoje a mesma ainda está  com seu belíssimo trabalho de acabamento, e todas as paredes de pé, isso comprova que o engenheiro que a produziu pode não ter passado por faculdade de engenharia, mas tinha a sabedoria completa de um engenheiro diplomado.




A casa  tem mais de 30 anos e ainda hoje esbanja sua beleza para quem passa ou passará pela região do povoado Angico.

 

Finalizamos a nossa aventura com mais conhecimento, cultura, um pedacinho de carne de porco e coelho torrado, que foi  "secado aos olhos de Deus", como o nos contou o Sr° Vicente, e isso tudo aconteceu na casa da família dos seus amigos, que são Dona Marina e o Sr° Roberto. Além da maravilhosa recepção da família, tive a oportunidade de conhecer e ver de perto uma cozinha produzida de barro e um fogão a lenha.

Cozinha com Fogão a Lenha, casa feita de barro
Dessa maneira foi meus dois últimos dias do ano de 2019 que fechou  com chave de ouro, e vamos trabalhando para 2020 ser melhor. Sabemos que conhecimento não ocupa espaço, portanto se todos nós buscarmos conhecer a cultura do nosso povo, vamos ver o quanto eles tem para nos ensinar.

TEXTO
NEGRITTO
www.SELIGANAMUSICA.net
#rádio #cultura #conhecimento






Nenhum comentário